Início>O que é o planejamento estratégico de RH? Confira!

O que é o planejamento estratégico de RH? Confira!

Criado em: 13 de março de 2020Atualizado em: 31 de maio de 2022Categorias: Gestão6 min de leitura

Os recursos humanos são considerados o principal ativo de qualquer organização. Afinal, as pessoas representam a força de trabalho de uma empresa e, portanto, são responsáveis pelo sucesso das operações e negócios.

Em primeiro lugar, para tirar proveito de todo o potencial dos seus talentos, uma estratégia de exploração e gerenciamento deve ser formulada, o que é conhecido como planejamento estratégico de RH. Nesse processo, o departamento de RH analisa as necessidades dos colaboradores e desenvolve uma estratégia proativa. Isso serve para garantir seu pleno desenvolvimento, bem-estar e a criação de valores positivos em relação à empresa.

Por isso, o planejamento estratégico de RH concentra-se em decisões abrangentes. Como por exemplo, a estrutura salarial, recrutamento e seleção, capacitação profissional, qualidade de vida, tratamento humanizado, políticas de benefícios, entre outros pontos fundamentais à gestão de pessoas.

Para que você compreenda melhor o funcionamento de um planejamento estratégico de RH, fizemos este artigo a fim de explicar sua importância e abordar ações de implementação em sua empresa. Acompanhe!

Qual a importância do planejamento estratégico para a área de RH?

O planejamento estratégico de RH é vital para a tomada de decisões, a fim de gerenciar a força de trabalho dentro da organização e obter melhor desempenho. Aliás, este é um aspecto essencial para qualquer organização no mundo competitivo de hoje.

Para que a empresa atinja seus objetivos organizacionais, é necessário implementar as políticas corretas de recursos humanos. Ou seja, que não apenas supram necessidades momentâneas, mas, principalmente, antevejam cenários que tenham impacto na retenção de talentos.

Criar uma relação de confiabilidade entre as organizações e seus colaboradores tem sido uma grande preocupação das empresas, já que essa solidez é importante para o alcance de resultados competitivos.

Nesse sentido, o planejamento estratégico de RH não apenas atua para a seleção e retenção de excelentes funcionários, mas também intervém, diretamente, nos mecanismos psicológicos, sociais e culturais que influenciam o desempenho dos profissionais, independentemente da hierarquia.

Em linhas gerais, ele garante a solidificação de objetivos fundamentais que são perseguidos pela maioria das organizações. Entre eles, podemos destacar:

  • sustentação da cultura organizacional por meio de uma estrutura apropriada para a formulação de políticas, programas e procedimentos eficazes para os recursos humanos e sua gestão;
  • antecipação das necessidades de pessoal, em quantidade, qualificações e qualidades necessárias para futuros processos seletivos;
  • formulação de estratégias de promoção de carreira que harmonizem as demandas da empresa com as necessidades de desenvolvimento individual;
  • promoção de políticas motivacionais que levem os colaboradores a um maior senso de pertencimento e lealdade com a empresa;
  • incentivo a maior capacidade de atuação, inovação e alto desempenho de todos os colaboradores.

O que considerar em um planejamento estratégico de RH?

A seguir, comentaremos alguns itens fundamentais ao planejamento estratégico de RH. Contudo, eles devem estar associados a um estudo consistente e que seja pautado por fases como as seguintes:

  • identificação e delimitação dos objetivos e estratégias a serem realizadas;
  • análise do ambiente organizacional;
  • identificação de oportunidades e ameaças à organização (análise SWOT);
  • análise dos recursos humanos disponíveis na organização e necessidade de novas contratações;
  • formulação e implementação de ações para responder às fraquezas ou aproveitar as oportunidades identificadas;
  • avaliação dos resultados das ações tomadas.

Embora pareça que essas fases estão focadas principalmente na organização e não nos colaboradores, elas são necessárias. A mobilização interna, a diversificação de posições e o recrutamento de recursos humanos decorrem das necessidades, pontos fortes e projeções da organização.

Confira, agora, itens fundamentais ao planejamento estratégico de RH.

Planejamento orçamentário

O orçamento de recursos humanos refere-se aos fundos que o RH aloca para todos os processos e ações estratégicas. Ali, devem estar alocados recursos para contratação, salários, benefícios, gestão de talentos e treinamento.

Avaliação de indicadores de performance

Chamados KPIs (Key Perfomance Indicators) de RH, os indicadores de performance são métricas usadas para observar o sucesso na realização das estratégias propostas em relação aos objetivos da organização. Eles refletem o desempenho organizacional de RH, pois são definidos com base nos resultados de relevantes para atingir as metas de negócio.

Treinamento e capacitação profissional

Programas de treinamento e capacitação profissional são importantes para manter os colaboradores atualizados em relação à evolução dos processos e novas perspectivas de competitividade da organização. Mas, além disso, também atuam como fator motivacional, se associados a um pacote de benefícios ― como é o caso de investimentos em cursos superiores e certificações para o funcionário.

Investimento em inovação e tecnologia

Políticas de inovação e investimento em tecnologia são importantes para inserir o RH na transformação digital. Mais que simplesmente automatizar processos e implantar sistemas de gestão de dados, a inovação deve ser um pensamento arraigado à cultura organizacional. Para isso, é importante ter metas de inovação e preparar os colaboradores para esse ambiente de inovação que vai acabar se estendendo a toda a empresa.

Políticas de bem-estar no ambiente de trabalho

Além dos pacotes de benefícios, que devem ser atraentes e atender às necessidades dos colaboradores, a saúde mental e a qualidade de vida no trabalho também são investimentos fundamentais para o RH.

Em vista do crescente número de afastamentos por transtornos relativos à saúde mental, essas políticas têm o objetivo de reduzir o número de atestados e oferecer um ambiente mais saudável, respeitoso e com menos estresse.

Comunicação corporativa

Garantir a eficiência da comunicação interna é um dos principais desafios de uma empresa, portanto, também deve fazer parte do plano estratégico de RH. Em conjunto com o departamento de comunicação, é possível desenhar um plano que estabeleça os canais de comunicação adequados para veiculação de informação, além de ações que possibilitem a livre expressão dos colaboradores.

Ao adotar uma política de comunicação eficiente, as informações são transmitidas de maneira mais clara e eliminam gargalos que podem causar transtornos à relação entre a empresa e os colaboradores.

Em suma, como você pôde perceber ao longo deste artigo, o planejamento estratégico de RH é capaz de gerar resultados efetivos à sua organização, uma vez que age diretamente em sua força de trabalho. Do ponto de vista da gestão empresarial, se você tem um plano para expandir seus negócios, é imprescindível vincular esse crescimento ao gerenciamento estratégico de recursos humanos.

Este artigo trouxe insights para você? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e fomente o debate sobre a importância do planejamento estratégico de RH.

Compartilhe este artigo!

Postagens relacionadas